Feeds:
Posts
Comentários

Archive for janeiro \30\UTC 2009

Conquistas

imagem_015Felicidade. Doce aroma que agora entoa pelas paredes do meu quarto. Suspiro e confirmação. Vitória! Deve ser a mesma sensação que Davi sentiu ao golpear o gigante Golias, ou será que as conquistas são graduadas conforme a sua magnitude? Não. Conquista é conquista. E gigante? É só uma questão de ponto de vista.
O marinheiro que enfrentou terríveis tempestades e animais marinhos imaginários me parabeniza. Ele sabe o que enfrentou e como foi bom dizer “Terra firme”. É o calor da areia que me conforta agora. Passou a tempestade, não que ela deva ser esquecida os pingos das folhas são as testemunhas vivas de sua existência. Como o céu fica mais belo, o sol brilha incandescente e os animais saem de suas tocas. Há um novo mundo a ser descoberto. A tempestade havia encoberto meus olhos “disse o marinheiro. Fico confusa. Será talvez eu este mero personagem dos mares? Sim, eu reconheço sua face. Personagem ou narrador o que importa é a sensação. É doce, leve como o suspiro feito pela minha tia. Derrete sem deixar qualquer tipo de frustração, mas ainda sim me lembra as nuvens. Sim, as nuvens agora claras pairam sobre mim sem demonstrar qualquer inquietação”.
Meu último encontro com Orfeu havia sido catastrófico, briguei com os meus sonhos e até duvidei da sua verdade. Eles haviam presumido? Era uma maneira de meus deuses me alertarem para a felicidade do mundo real? Devia ter confiado mais nos meus companheiros mitológicos. Agora a única coisa que quero é me deitar sobre o novo ambiente que descobri. O vento é quente e embaraça meus cabelos. A gostosa sensação me enche de orgulho. Eu venci! Até a copa das árvores espia minha felicidade. Agora preciso desculpar-me e contar para Orfeu, ele deve estar magoado pelo que aconteceu da última vez.

Anúncios

Read Full Post »